top of page
312314057_575355984590331_4482027835992985783_n.jpg

CORO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA

O Coro da Universidade de Lisboa (CUL), fundado em 1961, constitui, a par do Coro de Câmara da Universidade de Lisboa (CCUL), um dos núcleos corais inserido desde o ano de 2015 na Associação Coral da Universidade de Lisboa (ACUL), associação cultural sem fins lucrativos, de caráter artístico e pedagógico, que se desenvolve através da promoção de ações de ensino e formação na área da música e no âmbito da criação e produção artística.

O atual Coro da Universidade de Lisboa resulta da fusão entre o antigo Coro da Universidade de Lisboa (fundado em 1961) e o Coro da Universidade Técnica de Lisboa (fundado em 1980), no ano de 2014. Este novo coro herda assim toda a rica história musical dos dois coros que se uniram para o fundar.
O repertório do Coro da Universidade de Lisboa é eclético, abrangendo obras medievais, renascentistas e obras de autores contemporâneos, de cariz erudito, mas também tradicional e de caráter ligeiro. Destaca-se, na sua atividade, o esforço colocado na divulgação dos autores portugueses, em eventos nacionais e internacionais.


Da sua atividade mais recente contam-se os seguintes programas de música erudita: Richte mich, Gott, Aus Tiefer Noth e Hear my prayer (Mendelssohn), Carmina Burana (Orff), Missa em Ré Maior (Dvorak), Gott sei mir gnädig (Kuhnau), Missa da Coroação (Mozart), Requiem (Fauré), para além de diversos concertos temáticos (p ex. Pop-rock, Gospel, Sonhos, Jazz) e da habitual colaboração com a Orquestra Sinfónica Juvenil na
anual Gala de Ópera da Universidade de Lisboa.

O CUL comemorou o seu 60.º aniversário, em 2021, com um grande concerto na Aula Magna Ad Lucem ad Musicam, que revistou o percurso musical do coro, desde a sua fundação. Em 2022, foi convidado para a estreia do hino das comemorações oficiais do 50º aniversário do 25 de Abril de 1974. Em 2023, realizou uma digressão ao Minho, com o programa Versos e Prosas, baseado na diversidade do repertório português, desde as canções tradicionais, até à criação dos autores contemporâneos.

Maestro Eduardo Martins.jpg

MAESTRO

Eduardo Martins

Natural do distrito de Aveiro, completou o curso de piano no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Aveiro. Mestre em Direção Coral, vertente Ensino da Música pela Escola Superior de Música de Lisboa (ESML), trabalhou com os professores Paulo Lourenço, Vasco Azevedo e Alberto Roque.

 

Dirigiu vários coros entre os quais o Coral de Letras da Universidade de Coimbra (2004-06), o Grupo Coral Laudamus – Ovar (1999-2012), o Coro Sacro e Coro de Câmara da ESML (2015-17), o Coro Tejo em Lisboa (2016-17) e ainda o Coro Polifónico Eborae Musica – Évora (2013-21) (com o qual obteve 1.º prémio na categoria sacra e prémio de excelência na seleção de repertório no VIII Festival Coral de Florença - Itália). Atualmente encontra-se na direção artística do Grupo Coral ViVaVoz – Oeiras.

Participa regularmente como cantor ou pianista em vários projetos musicais, entre os quais o Officium Ensemble, ou nos projetos do mpmp (movimento patrimonial pela música portuguesa).

Leciona ainda aulas de Formação Musical e Coro na Escola Diocesana de Música Sacra de Lisboa e no ensino especializado da Música – Escola Artística do Instituto Gregoriano de Lisboa e Escola de Música N. Sra. do Cabo - Linda-a-Velha.

 

É Diretor Artístico do Coro da Universidade de Lisboa desde Janeiro de 2016.

bottom of page